A

A

Jornal O EXPRESSO...: Nova Resende / Jacuí / Juruaia / Bom Jesus da Penha / São Pedro da União

Jornal O EXPRESSO...: Nova Resende / Jacuí / Juruaia / Bom Jesus da Penha / São Pedro da União
Jornal mensal com 1.200 exemplares impressos P&B e 3.000 entregas digitais Color

Páginas

sexta-feira, 30 de julho de 2021

Hora do CAFÉ:

 Destaques da semana! Por CaféPoint 🤓

🌱 Epamig e Fundação Procafé lançam cultivar adaptada ao clima e solo de MG > https://bit.ly/3xfiqjR

🌱 Competitividade, renda e produtividade dependem do que acontece fora da porteira > https://bit.ly/3BX4grl

🌱 Inscrições abertas para o Concurso Café Qualidade Paraná. Participe! > https://bit.ly/37bk8YY

🌱 Consultoria destaca que colheita de café da safra 2021/2022 atingiu 77% > https://bit.ly/2V49u3K

🌱 Emater-MG avalia que 156 mil hectares de café foram atingidos pelas geadas > https://bit.ly/3feC6yg

Siga o CaféPoint no Instagram e fique por dentro das nossas dicas! www.instagram.com/cafepointbr

Mercado do CAFÉ:

 Peabirus: C A F É - Mercado não reage ao frio cotações caem mais de 1000 pontos



https://shar.es/aWpsc6

Café no BRASIL:

 Os  preços do café despencam para uma baixa de 1 semana à medida que as preocupações com o Brasil Frost diminuem

Barchart - 1 hora atrás

O café arábica set (KCU21) esta manhã caiu -15,75 (-8,02%), e o café Robusta Set ICE (RMU21) fechou com queda de -124 (-6,58%).

Os preços do café esta manhã estão drasticamente mais baixos, já que caíram para as mínimas de uma semana com o alívio das preocupações com a geada no Brasil. A geada atingiu cerca de 80% de Minas Gerais durante a noite e causou apenas danos limitados às safras de café do Brasil, de acordo com a World Weather, o que gerou uma longa liquidação maciça de futuros do arábica dos fundos.  

Os preços do arábica também estão sendo pressionados por longas pressões de liquidação depois que a ICE Futures na terça-feira aumentou as margens dos futuros do café arábica pela segunda vez em uma semana para US $ 9.000 por contrato de US $ 7.500, o que deve desencorajar as posições especulativas.

A compra de fundos na segunda-feira empurrou os preços do café arábica para uma alta de 6-3 / 4 anos no futuro próximo, devido à preocupação de que os riscos duplos de seca e geada poderiam dizimar as safras de café do Brasil. 

Fonte : barchart

por: DJ Joãozinho Grafista

A CFEM e o longo prazo:

A arrecadação da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM) vem batendo sucessivos recordes desde 2.020. No ano passado, o total arrecadado superou os R$ 6 bilhões em todo o país. Em 2021, o crescimento da arrecadação, puxado pela alta dos preços das commodities minerais no mercado internacional e pela expressiva valorização do Dólar frente ao Real, foi ainda maior. Somente no primeiro semestre do ano corrente foram arrecadados aproximadamente de R$ 4,5 bilhões a título de CFEM.

De acordo com a legislação vigente, os Municípios mineradores ficam com 60% do total arrecadado. Significa dizer que, apenas no primeiro semestre de 2021, esses Municípios arrecadaram cerca de R$ 2,7 bilhões com a CFEM.

Contudo, a euforia de curto prazo com o aumento da arrecadação e a prosperidade das economias locais com o desenvolvimento da atividade mineral não deve afastar a frieza com o planejamento de longo prazo.

A mineração, como sabemos, é uma atividade cíclica, alternando períodos de grande expansão e valorização dos produtos, com períodos de baixo crescimento e recuo dos preços das commodities.

Assim, como a arrecadação da CFEM segue os ciclos da mineração, o atual momento de alta da atividade se mostra propício para reflexão e o planejamento de políticas públicas por parte dos Municípios mineradores.

Muitas vezes a atividade minerária é vista como algo negativo na medida que cria enclaves econômicos nas localidades que se desenvolve, isto é, geram uma forte dependência econômica da atividade e não permitem o desenvolvimento de outras atividades ao mesmo tempo em que inflam preços e sujeitam essas localidades a ciclos de prosperidade e pobreza de acordo com a variação dos preços das commodities.

Nesse contexto, a boa gestão dos recursos da CFEM, juntamente com outras políticas publicas que promovam a integração da atividade de mineração com a economia local, se mostra fundamental para a estabilização, por meio de políticas anticíclicas, e o progresso das economias locais.

Mais do que apenas aproveitar o momento, é preciso planejar o futuro. A CFEM não deve ser entendida como um mero reforço de caixa para os cofres públicos e sim como uma fonte de investimentos que possibilitem o desenvolvimento dos Municípios. Fundamentalmente, os recursos devem ser aplicados em projetos que permitam a diversificação da economia municipal, por meio de investimentos na educação, em infraestrutura e no fortalecimento de arranjos produtivos locais focados na inovação que tenham por base a nova concepção empreendedora que leva em conta, além dos aspectos econômicos, a dimensões social e ambiental.

Em síntese, a CFEM pode ser um grande mecanismo de concretização do desenvolvimento sustentável em sua concepção intergeracional tal como previsto em nossa Constituição Federal, na medida em que pode assegurar os interesses das gerações presentes sem comprometer as gerações futuras.

O futuro se constrói hoje. A CFEM permite aos municípios constituir reservas que, se corretamente geridas, permitem criar caminhos de desenvolvimento de longo prazo e com maior estabilidade.

Fábio Henrique Vieira Figueiredo e Maurício Sirihal Werkema são sócios do escritório Figueiredo, Werkema e Coimbra Advogados Associados

Café em NOVA YORK:

 CAFÉ: NOVA YORK CORRIGE ALTA EXCESSIVA, MAS MANTÉM ATENÇÃO AO CLIMA

São Paulo, 30/07/2021 - O mercado futuro de café arábica encerra semana com tendência altista na Bolsa de Nova York (ICE Futures US), apesar da queda nas últimas três sessões, que corrigiu excessivos ganhos anteriores. O risco de geadas persiste nas regiões produtoras brasileiras e a especulação sobre as perdas para a safra do ano que vem deve manter os contratos voláteis.

Ontem o contrato caiu 1,97%, a 196,50 cents. Mesmo assim, acumula valorização de 25% em julho; 50% desde o início do ano e 65% nos últimos 12 meses, muito em virtude do tempo seco nas áreas produtoras brasileiras no fim do ano passado e início deste ano e, agora, por geadas nas últimas semanas.

O corretor Michael McDougall, da Paragon Global Markets, informa que os futuros de arábica continuam a se consolidar por volta de 200 cents, "mesmo que o evento de geada (entre hoje e amanhã) pareça não ser tão grave quanto do dia 20 de julho". "O mercado recuou do pico (fechamento a 207,80 cents, na segundafeira, 26), considerando que prejuízos adicionais parecem improváveis e, talvez, perceba-se que o dano feito já tenha sido suficientemente favorável (aos preços)", acrescenta.

A meteorologia, no entanto, mantém as previsões de risco de geadas, entre hoje e amanhã, de moderada a forte, inclusive em áreas produtoras de café. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informa que há previsão de geada na madrugada e manhã desta sexta-feira em praticamente toda a Região Sul, sul de Mato Grosso do Sul e interior de São Paulo (com intensidade variando de moderada a forte); também há expectativa de geadas bem localizadas nas áreas de maior altitude da Serra da Mantiqueira. O fenômeno também poderá ser observado no sul de Goiás e em Minas Gerais (centro-sul do Estado), com intensidade moderada a forte no sul mineiro (que concentra a produção nacional de arábica).

McDougall observa, ainda, que, além do clima, fatores macroeconômicos podem contribuir para sustentar as cotações das commodities, em geral. Ele cita que os mercados de ações se recuperam da preocupação com o aumento das infecções com a variante delta do novo coronavírus e apesar de o PIB dos EUA ter crescido menos do que o previsto no segundo trimestre; o petróleo rompeu uma tendência de baixa (ontem), assim como o índice de commodities agrícolas Goldman Sachs, e o plano de infraestrutura do presidente Joe Biden, de US$ 1,2 trilhão, que superou o primeiro obstáculo, o Congresso, e agora está no Senado para debate. "Tudo isso pode estar gerando mais atividades de especulação e de investimento nos mercados de commodities", explica.

Ontem o dólar voltou a ceder em relação ao real, como no dia anterior, embora a moeda brasileira não tenha liderado a valorização. Segundo corretores, o câmbio acompanhou o movimento global de enfraquecimento da moeda norte-americana, em dia marcado por apetite ao risco. Internamente, a aposta em alta mais pronunciada da taxa de juros Selic sugere uma apreciação do real, pelo menos no curto prazo.

O dólar encerrou ontem a R$ 5,0792, à vista, em queda de 0,60%, levando a desvalorização na semana a 2,52%. É o menor valor de fechamento desde 2 de julho. Apesar da queda, o dólar ainda acumula alta de 2,13% em julho.

Com relação aos fatores técnicos, os futuros de arábica preencheram o gap entre 195,20 cents até 192,00 cents, e agora podem voltar a subir. Na parte de cima, a resistência está em 205,50 cents.

Hoje à tarde a Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC) divulgará o posicionamento de traders no mercado de café de Nova York na semana encerrada na terça (27) e deverá mostrar os fundos de investimento com elevado saldo comprado, considerando a tomada de posição provocada pelas geadas.

No levantamento anterior, até o dia 20 de julho, os fundos estavam com saldo líquido comprado de 33.133 lotes, considerando futuros e opções.

Os futuros de arábica em Nova York voltaram a trabalhar em baixa em boa parte do pregão de ontem, como no dia anterior. O vencimento setembro/21 acabou fechando com desvalorização de 1,97% (395 pontos), a 196,50 cents. O mercado registrou máxima de 203,50 cents (mais 305 pontos) e mínima de 1190,25 cents (menos 1.020 pontos, queda de cerca de 5%).

Os pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP) informam em boletim diário que as cotações do café arábica e do robusta tiveram queda ontem no mercado físico.

Segundo os pesquisadores, as cotações domésticas do arábica foram pressionadas pelas perdas no mercado futuro de Nova York. O Indicador Cepea/Esalq do arábica tipo 6, bebida dura para melhor, posto na capital paulista, fechou a R$ 1.045,52 a saca, 1,5% inferior em relação ao dia anterior.

Os preços do robusta foram pressionados pela queda na Bolsa de Londres (ICE Futures Europe), dizem os pesquisadores. O Indicador Cepea/Esalq do robusta tipo 6, peneira 13 acima, finalizou o dia a R$ 599,93 a saca, baixa de 0,4% em relação ao dia anterior. Para o tipo 7/8, a média foi de R$ 586,74 a saca, recuo de 0,7% no mesmo comparativo - ambos à vista e a retirar no Espírito Santo.

Fonte : Broadcast Agro

Por: DJ Joãozinho Grafista

Notícias Sindijori:

 

18 fiscalizadores eletrônicos de velocidade que estão espalhados em Valadares (Diário do Rio Doce)

Valadares terá fiscalização eletrônica

Na próxima segunda-feira, 2, os 18 fiscalizadores eletrônicos de velocidade que estão espalhados em Valadares passarão a funcionar. A data foi divulgada pela Prefeitura da cidade, que fez a instalação dos equipamentos com o objetivo de proporcionar a redução no número de acidentes nos locais. Para garantir que os motoristas não ultrapassem a velocidade máxima permitida, o Código de Trânsito Brasileiro prevê uma multa que pode variar de média a gravíssima, de acordo com o percentual da velocidade permitida que foi ultrapassado. (Diário do Rio Verde – Governador Valadares)

 

Comitê delibera flexibilização

            Com a estabilização dos índices do Boletim Epidemiológico de Araxá, novas flexibilizações foram definidas em deliberação do Comitê de Enfrentamento à Covid-19. Foi criado, ainda, o Protocolo Sanitário para Eventos Corporativos, Festivos, Sociais, Lazer e Leilões. O novo decreto nº400 mantém as medidas adotadas pelos dois últimos decretos, acrescendo novas alterações como o retorno de eventos corporativos, festivos, sociais realizados em salões de eventos, casas de festas, chácaras e ranchos, bem como leilões presenciais, respeitando ocupação máxima de 30% da capacidade do local e limitado a, no máximo, 200 pessoas, além de outras regras. (O Planalto – Araxá)

 

Prefeitura vai oferecer transporte

            A Secretaria Municipal de Educação de Santana do Paraíso informa que vai oferecer transporte gratuito para estudantes que residem no município que estejam matriculados em alguma instituição de ensino superior ou de curso técnico profissionalizante da Região Metropolitana do Vale do Aço, conforme prevê a Lei Municipal 853, 7 de julho de 2016. Serão oferecidas duas vans para fazer o transporte dos estudantes e os interessados podem se inscrever até a próxima quarta-feira, 04, sendo que é necessária a apresentação de documentos pessoais e comprovante de endereço, de renda e de matricula. (Diário do Aço – Ipatinga)

 

PFJ tem pontos de acolhimento

            Conforme divulgado pelos órgãos responsáveis, a região sudeste enfrenta uma nova onda de frio. Em Juiz de Fora, a temperatura mínima varia entre 5 e 7 graus e a máxima que não deve passar de 12 a 14 graus. Isso faz com que o cenário se torne ainda mais complicado para a população em situação de rua e, por isso, a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) conta com dez pontos de acolhimento espalhados pela cidade. Alguns deles foram montados exclusivamente para a queda brusca de temperatura esperada para os próximos dias. Para mais, uma tenda emergencial foi montada pela Defesa Civil na Praça do Riachuelo, em frente ao Santa Cruz Shopping. (Tribuna de Minas – Juiz de Fora)

 

Moc ganha mais um parque

            A prefeitura de Montes Claros divulgou que autorizou a implantação do Parque da Paz, com 26.172 metros quadrados no bairro Ibituruna e dotado de uma pista de cooper, com 872,62 metros lineares em área de 2.201,17 metros. A unidade será implantada em parceria com os moradores do Condomínio Acácias e, com isso, se consolida como Cidade Verde, pois foram vários parques criados nos últimos tempos. O vice-prefeito Guilherme Guimarães revela que serão investidos aproximadamente R$700 mil neste projeto. O secretário municipal de Meio Ambiente, Sóter Magno, frisa que esse parque foi uma iniciativa do ex-secretário Paulo Ribeiro de comum acordo com os moradores do condomínio residencial. (Gazeta Norte Mineira – Montes Claros)

 

Ex diretores são condenados

            Os ex-diretores do Presídio de Nova Serrana, Gilmar de Oliveira da Silva e Wellington Marques da Costa, foram condenados em primeira instância por omissão em episódios de tortura relacionada a detentos. O fato alvo da denúncia e ocorreu em dezembro de 2015. Na ocasião, conforme denunciado pelo Ministério Público, 17 detentos ficaram feridos após intervenções coordenadas pelos diretores, ação entendida como tortura; sendo que Gilmar de Oliveira da Silva, na época diretor-geral da unidade, foi condenado a quatro anos de reclusão; enquanto Wellington Marques da Costa, ex-diretor de segurança foi sentenciado a cinco anos e seis meses de reclusão, ambas as penas devem ser pagas em regime semi-aberto. (O Popular – Nova Serrana)

 

Decreto proíbe dose extra

            Com um caso identificado de pessoa que recebeu dose extra da vacina contra a covid-19,  em Uberaba, a Prefeitura Municipal publicou decreto com regras para coibir a tentativa de obter mais doses dos imunizantes. As ocorrências serão comunicadas ao Ministério Público e as pessoas podem até responder criminalmente pela prática. O texto ainda comunica que outros casos suspeitos estão em investigação para verificar se o cidadão se revacinou na prática ou se houve erro no sistema, de digitação ou de outra natureza. “Os suspeitos já foram notificados para prestar esclarecimentos”, continua a nota. (Jornal da Manhã – Uberaba)

 

Prefeitura volta a convocar aprovados

            A Prefeitura de Araguari, por meio de publicação, divulgou que deu início ao processo de convocação dos aprovados em processos seletivos realizados nos anos de 2016 e 2019. Os  convocados devem comparecer na Secretaria Municipal de Educação, até segunda-feira, 02, para início do processo de nomeação e posse. Além dos convocados, nos próximos dias deve ser aberto no site da prefeitura um processo de designação nas áreas da educação, conforme informações da Secretaria de Educação. (Gazeta do Triângulo – Araguari)


Campanha Vamos VALORIZAR o CAFÉ:

 C A M P A N H A - tabela do produtor ( agosto 2021 ) - não discutimos e nem vendemos abaixo deste valor.

1- Arábica

- Rio: 900,00;

- Duro Riado - 1.100,00;

- Duro: 1.300,00;

- Mole: 1.500,00;

- Estritamente mole: 1.700,00;


2- Conilon

- Maior 400 defeitos: 600,00

- 300- 400 defeitos: 650,00;

- 200-300 defeitos: 700,00;

- 120-200 defeitos: 750,00;

- Até 120 defeitos: 800,00;

■ preços livres de frete e funrural.

Ferrão

"Pela justiça na agricultura e em oposição aos insensíveis manipuladores"

30/07/2021

Agricultura FAMILIAR:


   A Conab fornece uma nova opção para se buscar informações sobre a agricultura familiar. O Boletim da Agricultura Familiar trará uma análise sobre os principais macro temas do setor, abordando também as perspectivas, cenários, desafios e oportunidades. Confira detalhes com Flavia Agnelo.


https://www.paracaturural.com/conab-lanca-boletim-com-cenarios-e-perspectivas-para-agricultura-familiar/

Agropecuária MERCADO:

 Cotações Agropecuárias 30-07-2021


Fechamento em 29-07-2021.

Fontes: Cepea / Ibrafe / Ceasa BH / Tradingview / Conseleite MG / Caprileite

https://www.paracaturural.com/cotacoes-agropecuarias-30-07-2021/

O que é GEADA?

 Peabirus: GEADA : conceitos, definições, tipos, ocorrência, indícios e danos


https://shar.es/aWpWp8

quinta-feira, 29 de julho de 2021

Agropecuária - MERCADO:

 Cotações Agropecuárias 29-07-2021


Fechamento em 28-07-2021.

Fontes: Cepea / Ibrafe / Ceasa BH / Tradingview / Conseleite MG / Caprileite

https://www.paracaturural.com/cotacoes-agropecuarias-29-07-2021/

Curso para área de CAFÉ:

 CURSO DE EXPORTAÇÃO DE CAFÉ - PASSO A PASSO. 

♦️ Data : 14/08 (sábado)

♦️ Informações 11 95055-9255 ou Clique aqui 👇🏻👇🏻

http://bit.ly/3u4fCVU

Café pós-geadas:

 Peabirus: Café pós-geadas: comercialização, oferta e demanda


https://shar.es/aWgMwB

Agropecuária - MERCADO:

Cotações Agropecuárias 28-07-2021


Fechamento em 27-07-2021.

Fontes: Cepea / Ibrafe / Ceasa BH / Tradingview / Conseleite MG / Caprileite

https://www.paracaturural.com/cotacoes-agropecuarias-28-07-2021/

Notícias Sindijori:

A suspensão ocorre devido à falta de entregas dos imunizantes aos estados e municípios por parte do Ministério da Saúde

PJF interrompe vacinação

            A Prefeitura de Juiz de Fora informou que interromperá momentaneamente, a partir desta quinta-feira, 29, a aplicação da primeira dose da vacina contra o coronavírus na cidade. Conforme a Administração municipal, a suspensão ocorre devido à falta de entregas dos imunizantes aos estados e municípios por parte do Ministério da Saúde. Dessa forma, o Município não tem doses o suficiente para iniciar a vacinação da D1 em uma nova faixa etária. Para esta quinta, até então, estava prevista a aplicação de imunizantes em pessoas com 26 anos ou mais. De acordo com a PJF, desde a semana passada, o órgão federal não realiza repasse de imunizantes. (Tribuna de Minas – Juiz de Fora)

 

Novo recorde de dia mais frio

            As previsões do tempo publicadas pelos estudos meteorológicos apontam dias frios nesta semana em Araguari e região. Isso se deve à chegada de uma nova frente fria, acompanhada de uma massa de ar seco de origem polar. As mínimas podem superar as registradas no dia 30 de junho e criar um novo recorde para a região. Ocorre que, com a queda brusca das temperaturas, geadas brancas podem ser deixadas nas plantações. Na semana passada, registros foram feitos na região do Bom Jardim e Vereada, local conhecido como Lajeado, e na região de Dolearina (Gameleira). (Gazeta do Triângulo – Araguari)

 

Ipatinga vai retomar linha de ônibus

            Em atendimento a apelo feito à Prefeitura de Ipatinga pela Associação de Moradores do Bairro Iguaçu (AMI), o Executivo informou que será retomada, a partir da próxima segunda-feira, 2, a circulação dos ônibus da linha 303, com itinerário Bom Jardim-Centro/Via Ideal. Conforme a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), a medida já foi definida junto à concessionária do transporte coletivo. As necessidades foram aferidas em estudo do Departamento de Transporte e Trânsito (Detra), sendo que o cumprimento dos horários será fiscalizado pelo município. (Diário do Aço – Ipatinga)

 

Furnas instala gerador eólico

Furnas Centrais Elétricas, em parceria com a empresa Aeroalcool Tecnologia, que atua no segmento aeronáutico, vem desenvolvendo o projeto de um gerador eólico para ventos fracos com o desenvolvimento de pás inovadoras. A previsão é que parque seja instalado em São José da Barra, com seis geradores para 250 kW. O investimento é da ordem de R$30 milhões e deve ter início em fevereiro de 2022. (Folha da Manhã – Passos)

 

HNCS solicita redirecionamento de leitos

            A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, por meio da Regional de Divinópolis, anunciou que 61 leitos que estavam sendo usados exclusivamente para atendimento de pacientes com covid-19 na macrorregião Oeste foram redirecionados para atender pacientes com outras doenças. Segundo o secretário de Estado, Fábio Baccheretti, a desmobilização poderá ser revista se necessário. A decisão envolve hospitais de Itapecerica, Formiga, Luz, Lagoa da Prata, Candeias, Itaguara, Santo Antônio dos Cristais e Campo Belo. Pará de Minas não entrou na lista porque o Hospital Nossa Senhora da Conceição é responsável pelo atendimento de cerca de duzentos mil habitantes, contando os cidadãos que vivem nas cidades do entorno. (Diário Pará de Minas)

 

MP regulariza contratação de estagiários

            O Ministério Público de Minas Gerais e a Companhia Operacional de Desenvolvimento, Saneamento e Ações Urbanas de Uberaba firmaram, nesta semana, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), com o objetivo de regularizar a contratação de estagiários pela autarquia municipal. Segundo apurado em Inquérito Civil instaurado pela Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público, a autarquia não possui regulamentação disciplinando a contratação de estagiários, de modo que a seleção vinha ocorrendo sem critérios objetivos previamente estabelecidos. No prazo de 30 dias, a Codau deverá editar ato administrativo regulamentando a seleção de estagiários. (Jornal da Manhã – Uberaba)

 

Settran instala painéis

            A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Settran) finalizou a instalação dos painéis eletrônicos nas principais paradas de ônibus de Uberlândia. As últimas instalações ocorreram no ponto de ônibus do Hospital Municipal e na parada do Hospital UMC. Ao todo, foram instalados 40 equipamentos com tecnologia led que já estão ativos em 35 locais estratégicos da cidade. Os painéis disponibilizam informações sobre o tempo previsto de cada linha até o ponto de embarque. Os avisos visuais são emitidos através dos aparelhos que atualizam a localização dos ônibus via GPS. (Jornal 10 – Uberlândia)

 

Hospital vai receber R$300 mil

            O Hospital Universitário Clemente de Faria (HUCF), em Montes Claros, receberá uma doação do Grupo Alfastar, no valor de R$330 mil, que será aplicada na compra de medicamentos e materiais do kit intubação, usados no atendimento de pacientes com covid-19 internados em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O repasse dos recursos ao HUCF será feito por meio da Fundação de Apoio ao Ensino Superior do Norte de Minas (Fadenor). A doação foi confirmada pela direção do Grupo Alfastar em atendimento ao pleito formalizado pelo reitor da Unimontes, professor Antonio Alvimar Souza. (Novo Jornal de Notícias – Montes Claros)

quarta-feira, 28 de julho de 2021

GEADAS afetam CAFÉ:

 Peabirus: G E A D A - SAFRAS & Mercado debate momento histórico do café


https://shar.es/aWgRTQ

NEVE no Sul do País:

ALERTA | Neve no Sul, Geada no Café (28/07/2021)



O Futuro do CAFÉ:

 O Café Arábica Cai Depois Que A ICE Futures Aumenta As Margens Sobre Os Futuros Arábica Pela Segunda Vez Esta Semana

Rich Asplund - Barchart - 

O café arábica set ( KCU21 ) fechou na quarta-feira em queda de -1,30 (-0,64%) e o café Robusta Set ICE ( RMU21 ) em alta de +3 (+ 0,16%).

Os preços do café na quarta-feira ajustaram-se mistos. A ICE Futures na terça-feira aumentou as margens dos futuros do café arábica pela segunda vez, o que desencadeou uma longa pressão de liquidação nos futuros do arábica. O mercado de café continua preocupado com as chances de danos futuros de geadas às lavouras de café no Brasil. Maxar disse na quarta-feira que uma frente fria deve cair no sul do Brasil de quinta a sábado. No entanto, resta saber se a geada no Brasil vai se materializar depois que a Paragon Global Markets disse que a frente fria que deve se mover para a região de Minas Gerais no Brasil neste fim de semana seria precedida por uma cobertura de nuvens, o que poderia evitar que as temperaturas caíssem abaixo de zero e reduzir o risco de desenvolvimento de geadas.  

A ICE Futures na terça-feira aumentou as exigências de margem para futuros de café arábica novamente de US $ 7.500 para US $ 9.000 por contrato, o que provavelmente desestimulará as posições especulativas.

A compra de fundos na segunda-feira empurrou os preços do café arábica para uma alta de 6-3 / 4 anos no futuro próximo, devido à preocupação de que os riscos duplos de seca e geada poderiam dizimar as safras de café do Brasil. Os cafeeiros no Brasil já foram enfraquecidos pela seca e depois atingidos por duas geadas em menos de um mês. Há o risco de danos adicionais pela geada no Brasil depois que o Clima Rural disse hoje que a geada pode se espalhar pelo sul de Minas Gerais de 28 a 30 de julho. O Brasil responde por 40% da produção total de café do mundo.

A Rural Clima disse na última quarta-feira que os danos causados ​​pelas geadas aos cafeeiros em Minas Gerais foram "muito significativos" depois que partes do Sul de Minas Gerais registraram as temperaturas mais baixas em 27 anos. A geada pode queimar folhas e galhos de árvores e reduzir as perspectivas para a safra de 2022 do Brasil, o que é significativo porque os cafeeiros estão em um ciclo de dois anos e devem produzir mais na próxima safra. De acordo com a Ecom Research, as perdas na safra de café do próximo ano no Brasil podem variar de 4,05 milhões de sacas a 5,2 milhões de sacas. A previsão original da Ecom para a safra 2022/23 de arábica do Brasil era de 48 milhões de sacas, de modo que as perdas estimadas representariam cerca de 8% a 11% da safra total.

Os preços do café recentemente se fortaleceram com a falta de chuvas no Brasil. A Somar Meteorologia informou na segunda-feira que não houve chuvas na semana passada no estado brasileiro de Minas Gerais, a maior região produtora de arábica do país, e na terceira semana consecutiva nenhuma precipitação foi relatada. De acordo com o Rural Clima, a umidade atual do solo mineiro está em torno de 20%, bem abaixo dos 60% necessários para o desenvolvimento da cultura do café. O Brasil vive sua pior seca em quase 100 anos.

GEADAS e suas consequências:

 RESENHA SAFRAS & MERCADO: Café vive momento histórico com geadas

   Porto Alegre, 28 de julho de 2021 - O programa Resenha SAFRAS & Mercado traz

Um bate-papo sobre o momento histórico que passa o mercado de café com as 

geadas do dia 20 de julho e a possibilidade de novo fenômeno nesta quinta e 

especialmente sexta-feira. Participam da conversa o presidente da Cocatrel 

(Cooperativa dos Cafeicultores da Zona de Três Pontas) e Coccamig (Cooperativa 

Central de Cafeicultores e Agropecuaristas de Minas Gerais), Marco Valério 

Araújo Brito, o superintendente da Federação dos Cafeicultores do Cerrado, 

Juliano Tarabal, o agrometeorologista da Rural Clima, Marco Antônio dos Santos,

e o consultor de SAFRAS & Mercado, Gil Barabach. A apresentação é do 

jornalista da Agência SAFRAS, Lessandro Carvalho.

Veja o vídeo no link abaixo, no Youtube e na Safras TV:


http://www2.safras.com.br/safras-tv/

     Acompanhe na Safras TV, vídeos da equipe de jornalistas e analistas de 

SAFRAS & Mercado, com as informações sobre a movimentação dos principais 

mercados brasileiros e mundiais para as commodities agrícolas.

Efeitos das GEADAS:

Geada e seus efeitos, com a agrometeorologista Heverly Morais do Alerta Geada do IDR-Paraná IAPAR

Acompanhe a entrevista que Antonio Sergio editor da Revista Cafeicultura fez com a pesquisadora e agrometeorologista Heverly Morais do IDR-Paraná IAPAR que nos dá uma aula sobre o que acontece com a geada, e quais as precauções que o produtor de café pode tomar. #Cafeicultura #RevistaCafeicultura #Geada #helada #Frost #Cafeicultura #RevistaCafeicultura